quarta-feira, 31 de julho de 2013

Sarney chega ao Sírio-Libanês, em São Paulo

 
O senador José Sarney (PMDB-AP), de 83 anos, chegou ao Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por volta das 13h40 de hoje (31). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital.
Sarney, que estava internado desde a madrugada de domingo (28), no Hospital UDI, em São Luís, para tratamento de uma infecção pulmonar, teve alta no início da manhã de hoje.
No Sírio-Libanês, o senador deve ser submetido a uma bateria de exames, mas a informação não foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital. O Sírio-Libanês não informou se será divulgado hoje algum boletim sobre o estado de saúde do senador.
Político e escritor, o maranhense José Sarney está na vida pública há 60 anos. Ele foi governador do Maranhão, presidente do Senado e presidente da República, de 1985 a 1990. Autor de diversos livros, Sarney é membro da Academia Brasileira de Letras.
 
Do EBC

Manancial De Fé



"Eu orei por fé e pensei que ela viria e me atingiria como um raio. Mas a fé não veio. Um dia eu li que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus. Eu fechei a minha Bíblia e orei novamente por fé. Tornei a abrir a Bíblia e comecei a estudar com determinação o que nela está escrito. A minha fé começou a crescer desde aquele momento." (Dwight L. Moody)

A fé não é como a gasolina que acaba depois que nós a usamos, mas como um músculo que se fortalece à medida que o exercitamos. Quanto mais demonstramos atitudes de fé, mais ela aumenta e mais forte espiritualmente nos tornamos.

Há pessoas que dizem não necessitar de fé. Basta-lhes a razão e o intelecto. Eu creio que um coração sem fé é vazio e sem perspectivas. Ela nos faz escalar montanhas de objetivos, nos faz atravessar rios de dificuldades, nos faz correr maratonas de sonhos. Ela nos motiva, nos levanta quando o fracasso teima em nos derrubar, nos esquenta quando o frio das decepções encolhe os nossos ideais, nos faz sorrir quando a dor das desilusões ferem, como acúleos, as nossas almas.

Sim, a fé é o fortificante de nossas vidas e, pelo estudo da Palavra de Deus, ela nos sustenta em toda e qualquer situação. Uma dose diária de leitura é suficiente para que a nossa vida espiritual cresça como uma árvore frondosa,produzindo frutos para abençoar a todos que se chegam até nós.

Você deseja fé? A Bíblia é um manancial.

"De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus" (Romanos 10:17).

terça-feira, 30 de julho de 2013

Sociedade Musical Novo Século: 113 anos de histórias que podem ser perdidas pela falta de apoio do Poder Público e da Sociedade santacruzense



Além da falta de alunos, precariedade da estrutura oferecida coloca em risco a existência da entidade para as próximas gerações. Fotos: Thonny Hill.

Em mais uma reportagem especial, vamos abordar as dificuldades enfrentadas pela Sociedade Musical Novo Século, entidade formadora de músicos e que existe há 113 anos em Santa Cruz do Capibaribe-PE.
 
A Sociedade é tida como entidade de cultura mais antiga em atividade no município, mas que, pela falta de investimento do poder público e da sociedade civil, ameaça fechar as portas de vez em 2014, fato que já acontece, em parte, pelo cancelamento de atividades neste segundo semestre, especialmente no tocante as apresentações musicais.

 
Com estrutura física defasada e deteriorada pela ação do tempo, instrumentos velhos (alguns com mais de duas décadas de uso), a falta de um corpo docente qualificado, de recursos financeiros para manutenção dos poucos profissionais que ainda restam e de incentivo para que estudantes busquem o aprendizado de algum instrumento, a Sociedade sobrevive com as receitas obtidas de 114 sócios contribuidores (entre R$ 10,00 e R$ 50,00) ligados a história da entidade ou do gosto pela música.

 

Além disso, há uma subvenção de R$ 2000,00 mensais vinda da prefeitura municipal, mas que está bloqueada por problemas pendentes da Sociedade na Receita Federal, como relata o maestro Wellington Araújo.


“Hoje nós movimentamos cerca de R$ 1600,00 por mês (…) e a despesa física que temos é quase tudo isso e olha que o maestro não está nem recebendo desde janeiro para deixar isso bem claro”, ressaltou Wellington, afirmando que os recursos obtidos só pagam o auxiliar administrativo, o office-boy (que arrecada os recursos dos sócios) e algumas despesas simples como internet, energia, telefone e materiais de limpeza.

 

Atividades musicais extras para arrecadar recursos não funcionaram

 
Wellington também relatou que tentaram realizar outras atividades para levantar receita, como aulas de canto, violino e violão, mas a iniciativa não deu certo relatou.
 

“O tiro saiu pela culatra. No primeiro mês, os alunos até pagaram a professora (de canto) e sobrou pouquíssima coisa pra Novo Século. No segundo mês, metade dos alunos, inclusive temos a relação, pagam e a outra metade não pagou. Não teve aula a partir do terceiro mês, nem de canto e nem violino”, destacou.

 
O maestro também relatou que parte instrumental da Sociedade é um dos pontos mais críticos da entidade. De acordo com ele, 31 instrumentos entre trompetes, trombones, sax e clarinetes necessitam de reparos, mas que as condições financeiras da instituição não permitem tais gastos.


31 instrumentos, por falta de espaço e manutenção, estão acumulados em uma pequena sala, sem qualquer proteção contra umidade ou poeira.

“Fizemos um orçamento com um luthier (profissional capacitado para consertar instrumentos) e é algo em torno de R$ 10 mil. O que está funcionando ainda são os poucos clarinetes, saxes, tubas e percussão”, destacou o maestro, em quantidade insuficiente, faltando ainda outros músicos como oboístas, trompistas entre outros.



Instrumentos como este saxofone e trompete tem mais de duas décadas de uso e estão avariados.

Reconstrução da Novo Século carece de uma receita mensal de R$ 30 mil, relata maestro


Outro ponto levantado pelo maestro Wellington é de quanto a Sociedade Musical Novo Século precisaria de receitas para que a mesma pudesse se manter ativa e com qualidade, de modo a levar o nome de Santa Cruz do Capibaribe para todo o país.

“Para termos uma banda com 45 pessoas, com todo esse naipe fechado e de uma forma mais profissional, necessitaríamos de R$ 30 mil reais/mês. Temos uma parceria com a CDL e com a parte jurídica do Fórum de nossa cidade e já levantamos quase todo o orçamento de material específico de compra de material para funcionarmos: todos os instrumentos, estantes e o fardamento novo. Mas além desse material, vem à manutenção do corpo de instrumentos e das pessoas envolvidas com este projeto, e isso não temos recursos”, enfatizou.



A precariedade do local aparece até em coisas mais simples.

 


Pela falta de recursos, nem a fachada da centenária instituição escapou da ação do tempo.

Sensibilização da população carece partir também do Poder Público, desabafa maestro

 
O maestro também relatou que, para que este projeto vá adiante, é necessário maior participação do Poder Público não só financeiramente, mas que promova a sensibilização do empresariado local e também das pessoas comuns. O maestro, na tentativa de arrecadar recursos, iniciou uma campanha de arrecadação, para que o depósito em conta corrente (em qualquer valor) possa ser realizado pela população.
 
“Quero dizer para toda a sociedade que fiscalize, que nos tragam críticas, sugestões que possam contribuir com nosso trabalho. Nos procurem, pois a Sociedade funciona, de maneira precária, mas séria e a música tem um caráter transformador e tem dado sua contribuição social e no crescimento de pessoas”, destacou.


Acervo musical é guardado em computador com vários anos de uso.
Confira a conta para depósito

Banco do Brasil
Agência: 0711-0
Conta Corrente: 6960-4, em nome da Sociedade Musical Novo Século.


Mesmo com a precariedade, entidade já ganhou homenagens e prêmios municipais, além de outros troféus em festivais de Câmara.

 - Do Ney Lima
  • 4

Não Por Dinheiro -- Por Amor

 
Uma mulher européia, da alta sociedade, estava em um safari na África. O grupo parou rapidamente em um hospital para leprosos. O calor era intenso e haviam moscas zumbindo por toda a parte. Ela reparou em uma enfermeira curvada em meio a muita sujeira, cuidando das feridas de um leproso. Com desdém a mulher comentou: "Ora, eu não faria isso nem por todo o dinheiro do mundo!" A enfermeira, tranquilamente lhe disse : "Nem eu".

Há muitas coisas que fazemos apenas por amor ao Senhor. Não há maior felicidade do que estar diante de Deus para cumprir a Sua vontade. Quando nos apresentamos junto ao Seu altar e lhe dizemos: "Eis-me aqui", o nosso coração se enche de júbilo e a nossa vida passa a ter um novo sentido. Nenhum dinheiro neste mundo seria capaz de nos dar a alegria de uma vida com Deus.

O dinheiro não pode nos fazer amar aos que nos perseguem,não pode nos dar paz quando o barco de nossa vida enfrenta tempestades, não pode comprar uma passagem para o Céu de glória. Tudo isso obtemos apenas pelo amor do nosso Senhor e está à disposição tanto dos ricos como dos mais pobres.

Podemos não aceitar cuidar das feridas de um leproso mesmo por muito dinheiro. Podemos não aceitar deixar a casa confortável de nossa família para ir morar em uma cabana de palha nas selvas com o propósito de salvar os nativos locais, também por muito dinheiro. Podemos não deixar um emprego excelente, com alto salário, apenas para iniciar uma vida missionária sem qualquer remuneração. Mas quando somos tocados pelo amor do Senhor, não relutamos em fazer cada uma dessas coisas com grande satisfação. O nosso coração se enche de prazer e o que parecia não nos interessar, agora é a maior motivação de nossas vidas.
O amor de Deus tem colorido a sua vida?
 
"E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem permanece em amor, permanece em Deus, e Deus nele" (1 João 4:16).

CURIOSIDADE ETIMOLÓGICA





(Etimologia significa estudar a origem das palavras)

A palavra álibi vem de duas palavras do latim; uma é alius que quer dizer diferente, outro; e a outra é ibi que quer dizer ali, lugar. A junção dessas duas palavras significa: em outro lugar.
A palavra álibi quer dizer em outro lugar, por isso a pessoa que é acusada de cometer algum delito, procura um álibi para afirmar que no momento em que aconteceu o fato delituoso, a mesma não estava naquele lugar, onde o crime foi consumado.
Muita gente pergunta por que a palavra vocativo quer dizer chamamento.
Podemos explicar facilmente, pois o verbo voco, de infinitivo vocare quer dizer chamar em Latim, daí a palavra vocativo ser um chamamento. Exemplificando com um trecho de um poema de Castro Alves que diz "Ó Deus, onde estás que não respondes", o poeta invoca o nome de Deus.
Professor Denizio

Como Uma Abóbora



Uma mulher, conversando com um colega de trabalho, ouviu a pergunta:
 "O que é ser um cristão?"
Ela respondeu:
É como uma abóbora recheada. Deus penetra em você, lava toda a impureza, retira tudo que é inútil de dentro de você. Ele remove as dúvidas, cobiça, ódio, etc. Então ele esculpe em você um novo rosto, sorridente e põe sua luz dentro de você como um bom recheio, para que todos vejam o seu brilho."
 
Apesar da brincadeira de nossa ilustração, a verdade não é muito diferente.
Aquele que abre seu coração para Cristo têm a vida transformada e passa a viver novos dias, com mais regozijo, com mais disposição, com mais brilho.
Tudo aquilo que o incomodava e impedia que tivesse uma vida abundante e plena fica para trás. Tudo se faz novo. O ódio dá lugar ao amor, a cobiça é substituída pelo prazer de louvar a Deus e pela gratidão pelas bênçãos recebidas, as dúvidas e incertezas desaparecem e o caminho agora seguido traz a segurança de saber para onde vai e com quem vai.
 
Ter Jesus em nossas vidas é a maior felicidade que podemos experimentar.
Ele é Amigo, é Conselheiro, é Protetor, é a Verdade que transforma e liberta.
Os nossos dias passam a ser mais claros e ensolarados, os nossos lábios trocam as murmurações comuns por cânticos de louvor, a nossa vida, antes sem atrativos, passa a transmitir a luz recebida do Rei dos reis e Senhor dos senhores.
Se você deseja ser feliz e ser uma bênção nas mãos de Deus, aceite o que é recomendado em um antigo hino: "Deixa penetrar a luz, deixa penetrar a luz. Que a formosa luz de Deus fulgure em ti; e serás feliz assim."
 
"Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça" (Mateus 13:43).

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Ex-mulher de Dominguinhos possui pérolas escondidas do sanfoneiro

 
Estava duro de botar fogo no sanfoneiro. Anastácia jogava álcool e nada. Acendia um fósforo após o outro e nada. Quando a paciência acabou, ela decidiu usar a peixeira. O homem que havia partido com outra mulher não ficaria mais pregado em sua parede, olhando para ela com aquele sorriso grande como se nada tivesse acontecido. Só que fogo nenhum vencia o pôster. Anastácia pegou então o facão e esfacelou a foto de Dominguinhos. Ainda tomada pela fúria das mulheres traídas, buscou uma caixa em que guardava 150 fitas cassete gravadas com melodias inéditas do marido e cometeu o crime que ela mesma julgaria inafiançável, mais de 30 anos depois: "Eu queimei tudo, vou morrer com essa culpa".
 
Anastácia queimou quase tudo. Aos 73 anos, vivendo em uma casa na Vila Guarani, em São Paulo, a maior parceira de Dominguinhos, autora de Eu Só Quero um Xodó e outras 212 composições feitas com o sanfoneiro, saberia mais tarde que havia ficado com dez melodias do ex-marido. Algumas delas seriam letradas por Anastácia na época em que Domingos partiu com Guadalupe, a cantora com quem se casaria mais tarde e teria uma filha. Agora, Anastácia quer revelar suas relíquias enquanto há tempo. "Guardo muitas das melodias destas canções na memória. Não sei o que pode acontecer comigo amanhã, por isso quero gravá-las", diz ao Estado.
Pelos 11 anos em que marido e mulher foram letra e música, a dupla seguiu uma dinâmica imposta pela natureza. Domingos acordava cedo, preparava o café, tomava um banho e se sentava com a sanfona no peito. Ligava o gravador e registrava suas ideias. Depois, Anastácia inspirava-se nas melodias e criava as letras. Dominguinhos nunca compôs versos, apenas melodias.
 
Três dessas canções estarão em um disco que Anastácia finaliza para lançar até setembro, como ela deseja. Se Meus Olhos Falassem é um registro doído de um momento delicado de Anastácia, quando Domingos resolve deixá-la. "Se meus olhos falassem / Talvez te dissessem meu penar / Essa grande agonia que vivo / sofrendo por te amar. / O vazio que sinto / de ver-te tão longe do meu lar / Mas falar não resolve, melhor é renunciar." E seguia em lágrimas, sobre a melodia de um marido já distante. "Se meus olhos falassem / talvez alertassem para os meus ais / Só meu peito amando, meus olhos chorando, é demais." Redenção e Ave de Arribação também estarão no próximo disco da cantora.
As outras sete músicas, dentre elas Pai Nosso do Trabalhador e Venceu a Solidão, serão trabalhadas com mais tempo. A cantora quer primeiro gravá-las para assegurar sua imortalidade e depois, sim, reuni-las em um disco especial.
 
Anastácia, que em batismo é Lucinete Ferreira, chegou na vida de José Domingos de Morais depois de Janete, a primeira mulher do músico e com o qual já tinha um filho, Mauro. Separado, cruzou com a cantora e letrista de talento pelos palcos do Nordeste em 1967, depois de ganhar a bênção de Luiz Gonzaga e se tornar o príncipe do baião.
Anastácia sente que a história não lhe trata bem quando fala de Eu Só Quero Um Xodó. O fato é que Gilberto Gil a gravou primeiro, e com muito sucesso, tanto que o mundo passou a creditar a autoria a Gil e Domingos. Mas é Anastácia quem merece os louros de uma canção regravada, segundo uma contagem feita pela própria, por 440 artistas diferentes no mundo todo.
A parceria com Domingos que ela guarda em papel de seda é Contrato de Separação, já gravada também por Nana Caymmi. Foi criada em uma noite de saudade, daquelas que arde, quando o marido estava na estrada, em turnê com Gal Costa. "Olha essa saudade que maltrata o meu peito / É ilusão e por ser ilusão / É mais difícil de apagar / Ela vai me consumindo lentamente / Ela brinca com meu peito / E leva sempre a melhor / Eu quis fazer com ela / Um contrato de separação / Negou-se então a aceitar / sorrindo da minha ilusão."
 
Anastácia ainda compõe. Sabe que seus versos têm força para atrair as atenções quando chegam em um novo disco. "As pessoas querem ouvir o que eu faço, graças a Deus." Quando se senta, tenta ouvir uma sanfona que não existe mais antes de fechar os olhos e partir para sua nova aventura. Mesmo distante, é para Dominguinhos que ainda parece compor. "Se meus olhos falassem, diriam: nascestes para mim... Tanto amor que eu tenho para lhe dar... Mas falar não resolve, melhor é renunciar."
 
 - Do Estadão
 

Após errar Hino Nacional, Vanusa volta a gravar

 
Depois de errar praticamente todo o Hino Nacional durante um evento oficial do governo federal, Vanusa entrou em depressão e ficou um bom tempo afastada. Mas agora ela está tentando voltar ao trabalho e já está gravando mais um CD.
Rafael Vanucci, filho da cantora, fez questão de registrar o momento e ainda falou sobra a nova fase da mãe.
 
“Queria deixar aqui registrado o meu agradecimento ao mestre da música brasileira Zeca Baleiro, por ter acreditado na minha mãe no momento mais difícil da vida dela e ter feito ela voltar a cantar novamente! Hoje, ele está produzindo o CD novo da minha mãe e para mim é uma honra imensa saber que minha mãe está sendo cuidada com tanto carinho por ele!!”, escreveu.
O filho da cantora ressaltou que somente Baleiro ajudou Vanusa: “Minha mãe realmente merece todo crédito possível pelos 40 anos de carreira brilhante, mas somente ele realmente se propôs a ajudá-la”.
 
 - Do Famosidades

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Condôminos aprovam a administração do Moda Center Santa Cruz



Durante a Assembleia Geral Ordinária, realizada na última quinta-feira (18), mais uma vez os condôminos do Moda Center Santa Cruz aprovaram as contas da administração do parque. Foram apresentadas as contas referentes aos meses de março, abril e maio.
.
Além da apreciação das contas, que também estão publicadas no Informativo Moda Center, os condôminos assistiram a um vídeo com as principais ações da diretoria ao longo do ano de 2013. A Gerência de Operações e Segurança apresentou suas recentes ações que resultaram na prisão de uma homem que, numa ação relâmpago, praticou assaltos no interior do parque, no dia 7 de julho.
.
Atendendo a um dos principais itens constantes da pauta, publicada em edital, foram abertos os envelopes com as propostas para a aquisição do direito de uso de solo, objetivando a construção de um hotel. A proposta vencedora ofertou R$ 540.500,00, que serão investidos, prioritariamente, nas obras de ampliação dos estacionamentos e na construção de cisternas.
 
Nas discussões dos assuntos diversos, dentre outros assuntos, foram deliberados e aprovados os seguintes itens:
.

- Será realizado um leilão de todos os manequins que foram aprendidos irregularmente;
- Fica determinado que as lâmpadas de todos os setores deverão ser ligadas às 4h da manhã do domingo;
- Por decisão da maioria dos condôminos, não será permitida a utilização de cadeiras de balanço nos corredores e vias internas do parque;
- Será estudada a viabilidade de abrir o SAC (Setor de Atendimento ao Condômino) também aos domingos;
- Será estudada também a viabilidade de incorporar no boleto de pagamento da taxa condominial as multas por descumprimento das normas internas do parque, como por exemplo a norma para do limite de exposição de manequins;
- Será reforçada a fiscalização para coibir as vendas clandestinas nos estacionamentos e hotéis;
- Será discutida com a Assessoria Jurídica do Condomínio a legalidade (ou ilegalidade) de algumas lojas do Moda Center estarem atuando como representações.
.
A Assembleia Geral Ordinária do Moda Center Santa Cruz é realizada pelo menos a cada quatro vezes ao ano. É nela que os condôminos expõem suas opiniões e sugestões, contribuindo com uma administração mais transparente e participativa.
.
Informações da Assessoria.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Sua Participação É Necessária

maio de 2012
   

 


O golfista espanhol Jose Maria Olazabal foi submetido a uma
cirurgia no pé em 1995. Todo o seu corpo foi afetado pela
cirurgia em seu dedão, assim como o seu jogo de golfe. Da
mesma forma o corpo de Cristo é afetado quando alguns de
seus membros não exercitam seus dons e talentos.
Muitas vezes julgamos que ao não participarmos da obra de
Deus, o trabalho não será comprometido. Estamos enganados!
Deus conta com todos nós, com nossos talentos, com nossa
disposição, com nossa alegria, com a nossa fidelidade.
Se não exercitamos a nossa fé, o nosso amor, o nosso
conhecimento das Sagradas Escrituras, se nos colocamos à
parte da obra de Deus, se nos mostramos indiferentes ao
chamado e à vontade do Senhor, se não nos importamos com os
perdidos, se estamos sempre ausentes das batalhas
espirituais, se não nos comprometemos com a causa do Mestre,
então todo o corpo sofre e não cumpre completamente o seu
propósito.
Jamais se esqueça de que você é muito importante e que o
Senhor conta com sua participação nesta batalha contra o
mal. Sua presença fará grande diferença. O corpo não será o
mesmo se você se omitir. Seja forte. Mostre sua valentia e
ocupe sua posição no lugar determinado por Deus.
Quando deixamos de cumprir os planos de Deus, perdemos a
chance de sermos verdadeiramente felizes e deixamos de
comemorar as conquistas que Ele programou para cada um de
nós. Se você deseja vitórias em sua vida, se tem sonhos a
realizar, se almeja ser "um dos tais" como diz o antigo
hino, apresente-se agora mesmo para ser uma bênção nas mãos
do Senhor Jesus Cristo.
Sua participação na obra de Deus é indispensável!
"Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos
são necessários" (1 Coríntios 12:22).

terça-feira, 23 de julho de 2013

Liturgia da Igreja Cristã Episcopal



A adoração é o coração da Igreja Episcopal, como convergência das coisas "antigas" e "novas" guardadas no tesouro, de acordo com Mateus 13.52.
Como ponto de partida, a Igreja Cristã Episcopal se arraiga na tradição Anglo-Celta, que remonta ao terceiro século. Esta aproximação anglicana permite uma tremenda flexibilidade com expressões locais, sem colocar em risco os essenciais da fé. Esta tradição histórica pode permitir uma ordem simples de adoração, como também adorações mais elaboradas.
Duas condições são fundamentais para a adoração na Igreja Episcopal. Uma, é a comunidade estar aberta para a livre atuação do Espírito Santo. A outra é a forma litúrgica, que nos é mostrada na Bíblia e na tradição da Igreja em seus primeiros séculos.
Uma das marcas distintivas da Igreja Episcopal é a sua liberdade no que se refere ao Espírito Santo. Nossa adoração é muito mais que litúrgica. Ela é sensível ao que Deus busca fazer no meio de Seu povo. O Espírito Santo é livre para manifestar-se em meio à adoração da Igreja.
A liturgia é fundamentada na Igreja dos Apóstolos e anterior ao Novo Testamento. Suas raízes estão na adoração judaica, praticada no Templo e nas Sinagogas, combinada com as celebrações eucarísticas (Santa Ceia) dos cristãos primitivos. Através da liturgia ela se une, não só na forma eterna de adoração no céu, como também entra na adoração histórica dos séculos.
Através de uma liturgia rica e autêntica, expressa as verdades religiosas, denuncia heresias, e oferece uma expressão verdadeira de adoração à Trindade.
No centro da nossa liturgia está a Palavra de Deus, única regra infalível de fé, e a atuação do Espírito Santo na vida de cada membro da igreja. Os símbolos de fé presentes em nossos templos evocam a assembléia a adoração ao Deus vivo e verdadeiro, é uma expressão de fé e piedade dos crentes.
Portanto, todos os homens de boa vontade são convidados a adorarem a Deus em nosso templo na Rua Artur Correia de Araújo (antiga rua Quatro), Bairro São Cristóvão em Santa Cruz do Capibaribe, às quintas-feiras 19:30 e aos domingos 9:30 EBD e 18:00 Culto de Celebração.
Pr. Diógenes Monteiro

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Recepção do papa no Palácio Guanabara custará R$ 850 mil

 
A cerimônia de recepção do papa Francisco na sede do governo do estado do Rio, o Palácio Guanabara, custará R$ 850 mil.
Além do governador Sérgio Cabral, da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, estarão presentes 650 convidados.
 
Este será o primeiro evento da agenda oficial do pontífice na cidade.
Segundo nota do governo, será servido, na ocasião, um buffet 'simples', incluindo 'água, café e biscoito'.
A assessoria não detalhou os gastos, mas informou que não foi feita nenhuma reforma para a recepção, 'apenas uma adequação do Jardim de Inverno', e informou que trabalharão no evento 80 pessoas.
 
A organização é da empresa Cenários e Cenas, contratada por licitação.
Edição: Juliana Andrade
Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Volkswagen Karmann Ghia, paixão dos brasileiros desde a década de 50


Karmann Ghia - 1969 clicado dia 19 de Maio durante o
encontro de carros antigos em Taquaritinga-PE





O Karmann Ghia é um carro de design esportivo produzido pela Volkswagen desde a década de 50, a partir da plataforma do Fusca. Trata-se de um projeto de joint venture típico da indústria do “pós-guerra”, onde o design de sua carroceria coube à italiana Ghia, a fabricação à empresa alemã Karmann e a comercialização à Volkswagen.
Por valer-se da mesma plataforma do Fusca, o Karmann Ghia herdou dele todas as configurações mecânicas, como suspensão, caixa de velocidade, freios a tambor e motor.
 
Mesmo acompanhando a evolução dos motores do Fusca ao longo de sua produção (1200cc, 1300cc, 1500cc e 1600cc), o carro valia-se mais da confiabilidade da mecânica Volks para garantir suas vendas do que de um desempenho propriamente esportivo.
O Karmann Ghia hoje possui uma legião de admiradores e colecionadores ao redor do mundo, sendo considerado um dos carros mais belos já produzidos. Para nós brasileiros, o carro possui um apelo ainda mais especial já que ele foi produzido em apenas dois países: Alemanha e Brasil. Ao todo, cerca de 450 mil unidades foram produzidas na Alemanha entre 1955 e 1974, enquanto a produção nacional totalizou pouco menos de 30 mil unidades, entre os anos de 1962 e 1971.
 
O Karmann Ghia Nacional
 
Em 1960 a Karmann abriu uma fábrica em São Bernardo do Campo, São Paulo, e em 1962 o primeiro Karmann Ghia brasileiro saiu da linha de montagem, equipado com motor 1200cc de 36 cavalos, muito semelhante ao modelo vendido no mercado europeu.
No final de 1967 o modelo nacional ganhou um motor mais potente de 1500cc e 44cv. Além disso, nesse mesmo ano lançou-se o Karmann Ghia conversível, que já era produzido na Alemanha desde 1957. Em 1970 ocorreu a última série de modificações no carro produzido no Brasil, que passou a ser equipado com um motor de 160cc e 50cv, sistema de freios a discos na dianteira e para-choques de uma única lâmina. Entretanto, a Volkswagen do Brasil decidiu tirar o carro de linha no ano seguinte, enquanto o modelo europeu seria fabricado até 1974.
 
Ainda em 1971, a Karmann Ghia do Brasil desenvolveria um novo modelo, que ficaria conhecido como Karmann Ghia TC (Touring Coupê). Apesar de manter vários vínculos estéticos com o seu antecessor, o TC era basicamente um novo carro. Ao invés da plataforma do VW Sedan, o TC baseava-se na plataforma do TL. A sua traseira no estilo fastback e os detalhes dos faróis e para-lamas lembravam muito o Porsche 911. O TC não conseguiu o mesmo sucesso da versão anterior, alcançando apenas cerca de 18 mil unidades vendidas. Em 1975, o TC deixou a linha de produção como o último Karmann Ghia a ser fabricado.
 
Com uma cabine projetada para dois, o Karmann Ghia foi homologado para levar cinco passageiros (!). Na realidade, o banco de trás podia, quando muito, acomodar duas crianças, na época em que a ignorância a respeito de segurança dispensava o uso de cadeirinhas. Mas o encosto esconde um artifício que deve ter ajudado casais na hora de viajar com bagagem: é possível rebatê-lo e acomodar volumes entre o banco e o compartimento do motor.

Uma Experiência Marcante




"É mais fácil pensar no Cristianismo como algo a ser
discutido e não experimentado. Certamente é importante ter
uma visão intelectual estreita da verdade Cristã; mas, é
ainda mais importante e essencial, ter uma experiência do
poder de Jesus Cristo. Quando o homem passa por um
tratamento médico, não precisa saber qual o caminho
percorrido pelos remédios em seu corpo para ser curado.
Existe uma compreensão de que o Cristianismo é assim. No
coração do Cristianismo existe um mistério, mas não é um
mistério de avaliação intelectual; é o mistério da redenção.
(William Barclay)
Ser cristão é uma grande bênção, um motivo de prazer e
satisfação, uma experiência de verdadeira felicidade. Cristo
não é para ser explicado e sim para ser vivido.Mais do que o
Príncipe da paz, Ele é a paz que nos traz tranquilidade e
descanso. Mais do que o Deus de amor, Ele é o amor que nos
envolve e que nos impulsiona para uma vida plena e
abundante. Mais do que o Deus Todo Poderoso, Ele é o poder
que nos fortalece e nos faz mais que vencedores.
Ninguém pode compreender melhor o Senhor do que aquele que o
tem no coração, que caminha diariamente a Seu lado, que O
coloca em primeiro lugar em todas as decisões, que não dá um
passo sequer sem que seja por Ele dirigido.
Ninguém pode ser mais feliz do que aquele que testifica:
"Cristo vive em mim". É uma experiência marcante que não
pode ser comparada a nada neste mundo. É como viver junto às
margens de um manancial de bênçãos que jamais secará e cujo
gozo permanecerá para sempre.
Há os que preferem discutir o Cristianismo como religião; eu
prefiro viver com Cristo e me regozijar em saber que Ele
vive em mim. É uma experiência verdadeiramente maravilhosa!
"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas
Cristo vive em mim" (Gálatas 2:20).

sexta-feira, 19 de julho de 2013

População de Santa cruz recebe Maquinas possantes nesta Sexta


 
 
A prefeitura municipal de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco pela primeira vez na história, conseguiu uma retroescavadeira e uma máquina patrol, ambas as
Máquinas  são zero quilômetro e vão servir à toda população, para melhorias na zona urbana e rural.
A entrega da patrol e retroescavadeira será realizada nesta sexta-feira, às 10h da manhã as margens da PE 160 ao lado do posto Badú.
 
 
 

Subindo no salto sem prejudicar a sua saúde



Bonito, mas danado pra causar desconforto e dores nas pernas. Assim poderia ser classificado o sapato de salto alto. Afinal, ele modifica o centro de gravidade do corpo e aumenta em até 40% a carga sobre os joelhos. “Isso pode prejudicar a cartilagem e sobrecarregar o tendão patelar. Detalhe: essa é uma das lesões mais comuns em atletas e pessoas que praticam esportes de alto impacto, como corrida, vôlei, basquete e tênis”, avisa o ortopedista Maurício Moraes, do Instituto de Ortopedia e Traumatologia de São Paulo (IOT-SP).
 
O pé também sofre porque a sobrecarga natural nele é de 30% de todo o peso do corpo na parte da frente e 70% na de trás. “Dependendo do salto, essa relação pode se inverter, o que leva ao desabamento do arco transverso, que corre pela largura do pé e é sustentado por ligamentos que mantêm os ossos no lugar”, diz o ortopedista Rubens Rodrigues, de São Paulo.
 
Calce este alerta
 
Você pode subir no salto sem prejudicar a sua saúde se seguir estas dicas:
 
1. O recomendado é que o sapato tenha, no máximo, 3 cm de altura, também conhecido como salto anabela. “A pequena elevação da parte de trás do pé não apresenta grande diferença de altura em relação à parte da frente e, por isso, não sobrecarrega os ligamentos e os músculos”, afirma a fisioterapeuta especializada em podoposturologia Leandra de Sant’ana, da Clínica Physio Center Barra, no Rio de Janeiro.
 
2. Se não puder evitar, reserve os modelos fechados, estreitos e altíssimos para ocasiões especiais.
 
3. Evite usar o mesmo salto por dois dias seguidos.
 
4. Tente ir para o trabalho com um sapato mais baixo e troque pelo alto apenas quando chegar ao escritório.
 
5. Assim que voltar para casa, coloque as pernas para cima durante 30 minutos.
 
6. Sempre que possível, use tênis com sistema de amortecimento.

Cuide da sua saúde: antes, durante e depois da consulta médica



Você está sentindo dores e há tempos procura uma brecha na agenda para marcar uma consulta. Enfim, consegue. Vai ao médico, responde às perguntas sem muita precisão; afinal, você deixou vários compromissos de lado para ir até lá. Ouve, sem dar muita atenção às recomendações do médico, sai do consultório com a prescrição de alguns medicamentos e um pedido de exame. Semanas depois, você encontra essas solicitações em meio às revistas que estavam no banco do carro...
É essa a relação que você tem com o seu médico? Ou melhor, com a sua saúde? Então cuidado, porque, ao “boicotar” um tratamento ou a realização de um exame, o maior prejudicado é você. “O paciente é co-responsável pela sua saúde. O médico faz a parte dele, que é diagnosticar e propor o tratamento, o que corresponde à metade do trabalho. Os outros 50% ficam por conta do paciente, ao aderir ao tratamento e seguir as recomendações”, explica a dra. Ana Merzel Kernkraut, coordenadora do Serviço de Psicologia do Einstein.
Seja por conta do pouco tempo da consulta ou por ter uma agenda lotada, o fato é que cada vez mais as pessoas relegam a saúde para o segundo, terceiro, último plano. São raros os casos de pacientes que vão até o médico como atitude preventiva, só para fazer um checkup e saber se tudo vai bem

Rejeitando O Mal




uma velha senhora, religiosa, porém, muito mal-humorada,
ficou muito aborrecida porque seus vizinhos se esqueceram de
convidá-la para um piquenique que fariam no domingo
seguinte. Na manhã em que o evento aconteceria, eles
perceberam o esquecimento e enviaram um menino para
convidá-la a vir com eles. "Agora é tarde", ela disse
rispidamente. "Eu tenho orado para chover."
Até que ponto nós, cristãos, temos mostrado atitude
semelhante ao da senhora de nossa história? Até que ponto
temos nos irado por coisas que as pessoas fazem, muitas
vezes, sem a intenção de fazê-lo? Temos deixado o nosso
mau-humor ofuscar o brilho que deveria ser a nossa principal
característica? Temos dado lugar ao diabo, em vez de
demonstrar o amor que o Senhor nos ensinou?
"Eu não vou mais à igreja! O pastor não me atendeu no dia em
que o procurei"; "Eu não vou participar mais do louvor!
Cumprimentei o baterista e ele não retribuiu à minha
saudação". "Não contem comigo no evangelismo! Ninguém
valoriza o que faço"... e seguem-se outras lamúrias,
murmurações, queixas. E, além de não participar, ainda fica
ansiando que tudo dê errado e que os eventos sejam um
fiasco.

O verdadeiro filho de Deus não age dessa maneira. Ele tem
amor no coração e esse amor move todas as suas atitudes. Ele
entende quando o pastor não pode lhe falar, e ora para que
ele possa cumprir todos os seus compromissos. Ele ama aos
irmãos e sabe que, quando não o cumprimentaram, foi porque
estavam distraídos e nem notaram quando lhes falou. Ele vê o
lado bom de todos e os defeitos são ignorados completamente.
O cristão autêntico jamais deseja o mal do seu próximo, e
muito menos dos irmãos. E mesmo quando é ofendido, não
revida e ainda ora para que Deus abençoe o ofensor. De que
adiantaria agir da mesma forma? Que diferença mostraria aos
que não têm Deus no coração? Ele sempre coloca o Senhor em
primeiro lugar e, suas atitudes, sempre procuram glorificar
o nome de Jesus.
O que você costuma desejar a seu próximo, o bem ou o mal?

"Deixa a ira, e abandona o furor; não te indignes de forma
alguma para fazer o mal" (Salmos 37:8).

Laranja: fonte de vitamina C, poderá ajudar a reduzir pressão arterial




Ingerir grandes quantidades de vitamina C pode reduzir a pressão sanguínea, de acordo com um estudo que estará presente na edição do mês de maio do periódico The American Journal of Clinical Nutrition. A pesquisa, desenvolvida na Faculdade de Medicina da Universidade de Johns Hopkins, observou que a diminuição da pressão arterial pode ocorrer tanto em pessoas com hipertensão quanto em indivíduos livres do problema.
Acredita-se que a vitamina C, por atuar como um diurético no organismo, possa fazer com que os rins eliminem mais sódio e água do corpo, o que ajuda a relaxar as paredes dos vasos sanguíneos e diminuir a pressão sanguínea. Estudos anteriores sobre o assunto chegaram a resultados diferentes e, para estabelecer uma conclusão mais consistente, a equipe revisou 29 pesquisas já publicadas que compararam variações de pressão sanguínea a consumo de vitamina C.
Os pesquisadores chegaram à conclusão de que a ingestão de uma média de 500 miligramas da vitamina ao dia — ou seja, quase cinco vezes a quantidade mínima recomendada — durante oito semanas reduz a pressão arterial moderadamente em todas as pessoas, e reduz ainda mais em indivíduos com diagnóstico de hipertensão. Essa quantidade de vitamina C pode ser obtida em seis copos de suco de laranja, por exemplo.
Segundo Edgar Miller, um dos autores do estudo, embora os resultados tenham mostrado uma redução moderada na pressão arterial, se todas as pessoas tivessem esse benefício, o número de casos de acidente vascular cerebral (AVC) já seria menor. No entanto, segundo os pesquisadores, essas conclusões ainda não são suficientes para fazer com que pacientes comecem a tomar suplementos de vitamina C a fim de evitar a hipertensão, já que alguns suplementos ainda não mostraram ser eficazes.
Do Melk Leão

Como montar o seu prato


As necessidades de cada nutriente variam de pessoa para pessoa, de acordo com o sexo, idade, altura, peso e atividade física. Mas as bases da alimentação saudável são as mesmas para todo mundo. Ou seja, uma alimentação equilibrada sempre funciona para quem quer qualidade de vida. Para isso, a combinação dos alimentos é muito importante.
Os carboidratos representam a base da alimentação. Portanto, devem estar presentes nas três principais refeições. No café da manhã, boas opções de carboidratos são: pães, torradas, biscoitos integrais e cereais matinais à base de milho e trigo. No almoço e no jantar, as opções saudáveis que fornecem este nutriente são: arroz, massa, batata, mandioca ou mesmo um pão integral, para um sanduíche prático, por exemplo.
As proteínas também devem fazer parte das refeições. Elas aparecem no leite, nos iogurtes, queijos, carnes, peixes, aves, ovos e frios, além dos feijões, ervilhas e lentilhas.
E os vegetais, fundamentais para equilibrar o seu prato, fornecem vitaminas, minerais e fibras. Eles aparecem nas frutas, verduras e legumes.
A dúvida que fica é: como balancear a sua refeição?
A melhor maneira é incluir, em cada refeição, um alimento de cada grupo: carboidratos, proteínas e vegetais.